quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Cachorradas




Ontem eu lendo um post do Paulo( Meias e Cuecas) sobre pessoas ditas "civilizadas", lembrei de uma outra situação que me deixa indignada: a de donos de cachorros que saem com seus "filhinhos" para passear e fazer suas necessidades fisiológicas e que não têm um tico de preocupação em, depois da necessidade feita, limpar o que os lindinhos deixam nas nossas calçadas! E se vc sai de casa apressado e consequentemente nem se lembrar de olhar onde pisa, babau!Tem que voltar para casa prá limpar os sapatos! Aff, que isso me deixa pau demais da vida!

Eu moro no primeiro andar do meu prédio e tenho uma varanda que dá para a rua. A-DO-RO quando pego no flagra um dono e seu totó fazendo as necessidades em frente ao prédio e eu vejo que o(a) infeliz não trouxe um saquinho plástico para limpar. Espero o cachorro acabar, deixo que eles dêem 3 passos e grito : "ei, Sr(a), esqueceu o saquinho para limpar o cocô do SEU cachorro HOJE? Peraí que vou lhe arrumar um!" Já tenho alguns no meu armário, pertinho, em dois segundos eu volto e jogo da minha varanda para o(a) infeliz. Eu A-DO-RO ver a cara de sem graça quando me "agradecem" pelo saquinho e A-DO-RO mais ainda a cara de nojo que fazem quando são obrigados a limpar( pq depois dessa, ninguém ousou sair sem limpar, né? E eu tô lá, olhando, vigiando!! rs). Mas presta atenção e me diga se somos obrigados a aguentar cocô de cachorro alheio?

E notem que estou falando (muito) mal dos donos dos cachorros! Nada contra aos bichinhos, ok? A falta de educação não é deles e eles, os cães, precisam fazer cocô, xixi, porque afinal ..."cachorro também é um ser humano", como dizia nosso ex-ministro do trabalho( lembram dele, do Magri? não? ah, não é do seu tempo... ok... rs) Gosto muito de cachorros, muito embora, atualmente, esteja gostando MUITO mais do nosso ,que só suja a gaiolinha dele e pronto!

6 comentários:

Marcelo disse...

Lilian,

Quando eu fazia o mestrado na UFRJ ficava na casa de um amigo meu no Rio num bairro chamado Tijuca, perto do Maracanã. Numa das ruas principais do Bairro, as pessoas desciam de manhã para passear com o cachorro... na verdade, para o cachorro fazer na rua o que ele detestaria que o cachorro fizesse em casa. Mas não era uma pessoa, mas dezenas de pessoas..
Os passeios começavam às 6 da manhã.. ou seja, quando eu saia de casa (às 8) já eram duas horas de passeio com merda...
Solução: andar olhando para o chão ou andar na rua...
Uma vez comentei e o meu amigo disse: cara, não tem jeito isso aqui... é cultural... os caras têm complexo de parisiense...
Vou falar o quê...rs

Renata disse...

Hahaha.. menina, vi você dando pitaco lá na sombra da diazepan (pq eu também sou uma lástima em pintar o olho) e vim te ler. Juro que imaginei a cena de vc tomando conta da calçada e acusando os donos dos cachorrinhos.. hahah.... muito engraçado!
Beijos.

Maldita Futebol Clube disse...

Cara, é complicado isso por aqui e moro perto da praia em niterói, são francisco. as pessoas são sem noção, acho que se o cachorro estiver asseado nada havere, mas fedido, subir no elevador é complicado... e cocô na rua então, tem até candidato usano isso cxomo plataforma de campanha , linda...rs é mole...sempre seus posts são de usualidade que me chocam!rsbeijos

Aurelino disse...

Um pouco profundo demais...

P.Winter disse...

Oi,amiga
Parece até que combinamos:vc me citou no seu post e eu a citei no meu ...transmissão de pensamento!!rs
Pois é,concordo com vc!! E, com essa mania que tenho de "certo" e "errado" também já me peguei vigiando os "cocôs" dos cães ,cujos donos fingem não ver...
Às vezes eu penso que ser muito consciente,cansa,sabia???rssr
grande beijo e bom finds

Paula disse...

Semana passada eu e um outro cara, durante a corrida tivemos a mesma reação, sem combinarmos nada. Perguntamos ao dono do cachorro quando que ele ia pegar a sacolinha para pegar o pequeno grande côco do cachorro dele. Se você visse a cara do sujeito. Não teve como ele não pegar aquela coisa toda, muita gente parou pra ver a cena. Tomara que ele tenha aprendido!

beijos